André Jacob Larsen

Aarau, Suíça. 1944

A chegada ao Brasil em 1966 foi emergencial. A barragem de uma usina hidrelétrica em Caconde (SP) estava prestes a romper, o que só não aconteceu porque uma turbina capaz de escoar a água foi conseguida a tempo.

 

Para cumprir esta missão, o então técnico em mecânica industrial fez sua primeira viagem de avião. Tendo obtido um visto permanente, fixou residência em São Paulo para trabalhar na filial da empresa suíça Sprecher e Schuh, onde começou como montador de equipamentos de alta tensão e chegou a gerente geral.

 

Em 1984, mudou-se para Curitiba contratado pela Brown-Boveri para atuar como gerente geral e responsável pelos equipamentos de extra alta tensão da Usina Hidrelétrica de Itaipu, localizada no Rio Paraná, na fronteira entre o Brasil e o Paraguai.

 

O próximo passo na vida profissional foi a realização de um sonho:  a implantação de um negócio próprio. Localizada no município de Araucária (PR), numa área de 3.500 m2, a fábrica de molas de precisão Moltec hoje tem 115 funcionários, sendo administrada por André e pelos filhos.

 

Sem nunca ter esquecido a terra de origem e seus valores, André também se dedicou à educação suíça no Brasil. Participou da gestão de escolas em São Paulo e foi responsável pela construção do Colégio Suíço em Curitiba, ocupando a função de presidente do conselho de duas escolas durante 12 anos. Acreditando que o único caminho para o futuro é o caminho para a escola, orgulha-se de que este projeto tenha se tornado um retrato da Suíça no Brasil.

 

Atuando durante 14 anos como Cônsul Honorário da Suíça em Curitiba, aposentou-se do cargo em 2014. Tendo tido, durante toda a vida profissional, a oportunidade de viajar de norte a sul, conheceu o Brasil dos ricos e dos pobres, de onde tirou uma grande lição de vida. André sempre trabalhou com o intuito de ser um representante da Suíça para os brasileiros, que o acolheram com muito carinho e amor. Vivendo aqui, nunca se sentiu um estrangeiro.

Foto: André Larsen

Crédito: Acervo pessoal

Voltar