Ernst Götsch

Raperswilen TG, Suíça 1948

Natural de Raperswilen TG, Ernst Götsch nasceu em 1948, numa família de agricultores. Desde menino nutria o amor pelas florestas.

Aos 36 anos vem para o Brasil, com sua companheira alemã e cinco filhos pequenos. Administrador de uma fazenda no sul da Bahia, implantou agroflorestas em terras degradadas, tendo o cacau como cultura principal.

Com a crise do cacau, o proprietário põe a fazenda à venda.

Em 1997, Ernst e sua família compram a Fazenda Fugidos, hoje Olhos d’Água, parte da Reserva da Biosfera, numa região de Mata Atlântica cada vez mais escassa. Atualmente, vive com a nova companheira e duas filhas.

Autodidata, ele interage com a floresta, uma planta ou animal com empatia e paixão. Tenta compreender a dinâmica complexa do planeta e estabelecer novas relações com a natureza.

 

Com incrível capacidade de abstrair, desenvolve experimentos em sua fazenda e em diferentes biomas e propõe sistemas agroflorestais que permitem alta produção sem danos à biodiversidade. Seu trabalho, que transcende a perspectiva agrícola ou ambiental e aponta para os caminhos da sustentabilidade, tem sido objeto de estudos, apresentado em congressos, registrado em vídeos, livros e artigos.

Agrofloresta na fazenda Olhos d'Água.

Ernst Götsch, em sua fazenda, perto de Piraí do Norte, Bahia.

www.agrofloresta.org

Ernst tem realizado consultorias pelo Brasil, ministrado inúmeros cursos, influenciado o destino de muitos jovens agrofloresteiros e sonha em organizar uma escola de formação agroflorestal. Dedicado, a serviço de todas as formas de vida, suas contribuições atravessam fronteiras, com saldo positivo e qualidade de vida tanto no local onde atua como em todo o planeta.

Agrofloresta na fazenda & Olhos d'Água

Voltar